Aquando a apresentação dos smartphones OPPO Reno 6 5G e 6 Pro 5G, e por muito que as características técnicas da versão musculada dessem nas vistas, não tive dúvidas em escolher o preferido em termos estéticos e, acima de tudo, pela relação qualidade/preço.

O OPPO Reno 6 5G Dual SIM é, dessa forma, o escolhido se tivesse até 500€ para gastar. Sei que levo para casa e ainda dentro da grande caixa, um smartphone bonito, elegante, bem construído, com boa performance e, acima de tudo, preparado para o 5G e demais alterações profundas, como o Android 12.

OPPO Reno 6 5G

Smartphone OPPO Reno 6 5G, o iPhone 12 em formato Android

É bem verdade: o design icónico do iPhone foi traduzido para o Reno 6 de uma forma muito cautelosa e bem feita. Não há como fugir ao desenho da carcaça, aos cantos arredondados, à própria espessura e até ao acabamento.

Contudo, é de um Android que falamos e que, sabemos bem, tem conhecido um grande sucesso comercial, devido ao que já mencionei. É que a marca já começa a ter pergaminhos no mercado português, tem crescido meteoricamente em todo o lado e, através das opiniões nos fóruns, há quem os prefira aos omnipresentes Xiaomi porque lhe percebem uma maior consistência.

Simplicidade de funcionamento

Há que perceber que a OPPO não veio para brincar aos telefones de gama média. Atira para golear a concorrência com um modelo vistoso mas bem equipado, com um processador MediaTek Dimensity 900 6nm com chip 5G e 8GB de RAM (com expansão até 13GB). Conta também com um novo motor linear de eixo X de vibração para tornar mais realista toda a experiência e armazenamento interno com 128GB.

OPPO Reno 6 5G

Imagem e som

É rápido, o ecrã Amoled ligeiramente curvo e com refrescamento a 90Hz, tem 6,5” com HDR10+, Eye Care, certificação Netflix e Prime Vídeo 1080p de qualidade faz regalo em brilho e cores, com particular cuidado com a nossa saúde ocular (posso dizer isto?). 

O EyeCare é conseguido através de um sensor de luz frontal de 360º que analisa o ambiente e regula a temperatura de cor de acordo para não nos cansar a vista. Pormenores de topo de gama, não é?

Para combinar e reforçar a experiência visual, o Reno 6 está equipado com duas colunas para uma estereofonia decente e com o codec Dolby Atmos. Sim, continuamos a falar de um smartphone de menos 500€.

Câmaras

Esta secção do conjunto principal está apoiado num rectângulo transparente (outra vez o iPhone) e tem argumentos que servem para todos os fotógrafos amadores.

A unidade principal conta com um conjunto de três objectivas: Ultra Grande Angular de 8MP, unidade principal com 64MP, uma Macro com 2MP e ainda o flash e sensor de temperatura de cor.

Na frente temos uma unidade de 32MP para excelentes Selfies.

Logicamente que já esperávamos muitos modos criativos, embelezamento, nocturno e câmara lenta, e mais alguns truques.

Ler análise OPPO RENO 6 PRO 5G

Em termos de vídeo, muita coisa “gira” de se fazer como um bokeh automático e com efeito de iluminação, captação ajudada por inteligência artificial, HDR em tempo real, Vídeo Ultra Nocturno e Seguimento por focagem, são já extraordinários feitos. A eles junta-se a possibilidade cada vez mais em voga da Vista Dupla, ou seja, gravação da câmara frontal e traseira ao mesmo tempo.

OPPO Reno 6 5G

Na caixa

Pois que sendo a bateria de 4300mAH, a OPPO não poupou esforços e meteu na caixa um carregador SuperVOOC de 65W para um rapidíssimo reforço da bateria útil: apenas 5 minutos ligado à parede garantem 25% de utilização e a totalidade da bateria enche em 28 minutos.

Na caixa ainda vem uma capa de silicone transparente o que evitará alguns azares.

OPPO Reno 6 5G

Conclusão

Gosto francamente do OPPO Reno 6 5G e até o prefiro à versão Pro, quer seja pelo design, mas muito mais pela relação qualidade/preço, muito combativa num mercado já saturado (inclusive pelas sub-brands da própria OPPO) em que uma característica pode fazer a escolha.

É rápido, tira excelentes fotos, tem um ecrã muito bom e duas colunas de som. Se falha alguma coisa? Sim, a entrada 3,5mm (minijack).

Preço

499€

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado.