O mercado dos headsets (combo auscultador com microfone externo embutido) está sobrelotado com a febre gaming. Será que os Trust GXT 391 Thian (doravante Trust Thian) têm o que é preciso para se destacar?

Análise headset Trust GXT 391 Thian

Trust GXT 391 Thian, o combo certo para alguns

Estamos perante mais um produto da linha GXT da Trust que, naturalmente, foca o mercado gaming e os seus utilizadores. Como podem ler aqui pelo Xá das 5, a Trust tem merecido destaques e análises, muito devido também à sua política de disponibilizar os equipamentos quase imediatamente a serem lançados no mercado ibérico.

Análise Trust GXT 255+ Onyx

A marca tem conseguido notoriedade pela excelente relação qualidade/preço e consegue até óptimos resultados em microfones, ratos e webcams. Será que o Thian, que pisca o olho aos jogadores, mas também a todos os que pretendem um set para videochamadas ou outro tipo de funções profissionais, de qualidade e a preço contido?

IMG 2083

Funcionalidade

Os Trust Thian são compatíveis com qualquer computador ou consola que tenha uma ficha USB-A disponível para uma conexão sem fios ou uma ficha 3,5 mm (mini-jack) para se ligar por cabo.

Portanto, PCs Windows, Macs, Playstations, tudo é compatível bastando escolher uma ou outra opção.

Análise Trust GXT 980 Redex

Os Thian são muito leves (213 g), têm um design moderno, estão bem construídos, mesmo que tudo seja plástico (parte dele reciclado e reciclável), e apresentam-se como um headset para jogos com e, atenção, sem fios. Ok, podem apontar mais unidades que o fazem, mas digo-vos já que não o conseguem por este preço.

E é neste capítulo que tudo muda, pois temos de encarar os Thian como algo que deveria custar bem mais dinheiro devido a essa funcionalidade. É um set deveras bem equilibrado, confortável de usar (mesmo que a pele sintética das almofadas tenda a aquecer ao fim de algum tempo) e com… já lá vamos.

Análise headset Trust GXT 391 Thian

Conectividade

Na tampa do auscultador esquerdo, a mesma que alberga o microfone (maleável e que se pode puxar para cima enquanto não usado), temos as ligações USB-C para recarregamento, 3,5mm e os botões on/off/ emparelhamento, microfone Mute e uma roldana para volume mais e menos.

O acesso é fácil, pois estão colocados para trás o que convida a um gesto natural, os botões estão bem divididos e a roldana de volume é um “mimo” bem-vindo.

IMG 2086

Configurar os Thian para trabalhar sem cabo é tão simples como ligar o dongle USB-A de 5,8 Ghz fornecido e ligar o botão On – a ligação é estabelecida num par de segundos e pode ser ouvida de imediato.

Contudo, o preço também reflecte a simplicidade e, infelizmente, não há software para acompanhar os Thian. Temos de nos valer apenas das configurações de som do nosso computador ou player que usamos.

Análise headset Trust GXT 391 Thian

Desempenho

Eis-nos chegados ao que é importante: a qualidade do áudio, tanto o que se ouve como o que se diz.

Os Trust Thian soam bem (e se olharmos o preço, soam mesmo muito bem), quer estejamos a gastar tempo e energia num jogo ou a ouvir música através dos serviços streaming. O áudio em volumes mais altos como os sons mais silenciosos e delicados são bem tratados e os drivers de 40 mm aguentam-se bem em todo o espectro de frequências de 20-20.000 Hz.

Se lhe falta alguma profundidade ou graves mais possantes? Claro que sim, mas também não contava com eles. São equilibrados e honestos.

Análise headset Trust GXT 391 Thian

O microfone (não destacável) é maleável e tem o próprio pop filter que, na verdade, faz um excelente trabalho. A voz sai natural, sem picos estridentes e muito presente. Não é o microfone ideal para se fazer rádio, ou podcasts mais profundos, mas chega e sobeja para o que foi pensado, ou seja, conversas entre a equipa de jogadores ou as mais sérias com a equipa de…. colegas de trabalho.

Análise headset Trust GXT 391 Thian

Mas… existe lag?

Esta é a one million dollar question!

Acreditam que sem fios, e próximo do dongle, o lag (atraso de som) quase que é imperceptível? E digo quase porque ele existe, sim, mas são milésimos e constantes, ou seja, não chateiam e conseguimos perfeitamente ver, por exemplo, um vídeo no Youtube sem o atraso que nos confunde os sentidos.

E é neste capítulo que os Thian entrem noutro campeonato e conseguem fazer frente a soluções bem mais onerosas sem qualquer tipo de dificuldade. Saem vencedores neste teste que é, quanto a mim, o principal. O dongle tem aqui um papel fundamental e a marca está de parabéns.

Como também está em relação à duração de uma carga de bateria que consegue ultrapassar facilmente as 10 horas.

Análise headset Trust GXT 391 Thian

Conclusão

No meio de tanta opção que existe no mercado, os Trust Thian têm uma enorme vantagem: um preço imbatível para a qualidade que apresentam e conseguem ser compatíveis para qualquer máquina que tenha as tomadas necessárias.

É realmente simples de instalar, funciona sem fios com computadores e PlayStations (e tudo o resto com um cabo), tem uma duração de bateria decente e um desempenho áudio muito aceitável.

Preço

69,99€

selo Xá das 5

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *