Confesso-me um leitor e, neste momento, continuo a transição dos livros em papel para o formato digital. Se o conseguirei plenamente, só o futuro o dirá. Mas a Rakuten Kobo tem sido uma aliada de peso para que tal venha a acontecer e pela experiência que tive com o novo Kobo Elipsa 2E, algo me diz que estou muito mais perto.

Kobo Elipsa 2E análise

Não pensem mal de mim, pois como ávido leitor que já fui, continuo a manter uma biblioteca considerável que ultimamente tem sido doada em partes. A razão é simples e racional: não tenho espaço para mais e mais livros (que me oferecem, que compro nas feiras, etc.) e, sinceramente, não vou reler mais de 90% dos que já li (sim, tenho algumas dezenas na fila).

O tempo livre também não ajuda e aponto culpas aos serviços de streaming. Mas sinto-me culpado cada vez que olho as estantes, cheias de novelas, romances, ficções a apanhar pó e, que o divino me livre, caruncho.

O Kobo Elipsa 2E ensina como se passa de um livro para uma espécie de tablet

O Kobo Elipsa 2E é o meu primeiro eReader com stylus que permite fazer anotações e escrever notas. É, sem dúvida, uma solução um pouco diferente dos anteriores Kobo’s que me fizeram gostar de ler num ecrã que não fere a vista e permite deixar quilos e quilos de livros em casa. Aliás, é com prazer que me faço acompanhar quase diariamente de um Kobo Libra 2 quando antecipo uma espera devido a uma qualquer fila.

Kobo Elipsa 2E análise

Mas voltando atrás, este não é um eReader tradicional, antes toda uma agenda de apontamentos que, também possibilita escrevinhar, anotar e sublinhar palavras, frases ou páginas de um qualquer livro. E são estas diferenças que fazem valer todos os euros pedidos.

Kobo Elipsa 2E, o faz tudo

Este Kobo tem particularidades muito interessantes para um leitor tradicional, pois permite um sem número de formatos, é rápido quanto baste na passagem de página, no zoom, até na escolha de lettering e tamanho. Faz tudo com poucos toques, incluindo mudar a temperatura de cor do ecrã que pode ser automatizada conforme um horário.

O seu tamanho é, para mim e muitos outros que estão habituados ao formato A5 ou até A6, bastante grande, com um ecrã de 10.3 polegadas perfeito para apontamentos tipo sebenta. Pesa apenas 390 g e tem uma espessura de 7,5mm, tudo números que impressionam.

Este ecrã é um painel E Ink Carta 1200 com 1404×1872 pixels de resolução e um brilho de 227 ppi, talvez o ponto menos bom comparado com outros equipamentos semelhantes da concorrência. Mas o que é certo é que, na utilização diária, este valor não se traduz em qualquer ponto negativo.

A Kobo tem o próprio formato eBook, mas suporta EPUB, EPUB3, FlePub, PDF, MOBI, JPEG, GIF, PNG, BMP, TIFF, TXT, HTML, RTF, CBZ e CBR (estes dois para Comics). O único formato assim de repente que sei que não é compatível, é o da Amazon e dos seus Kindle.

85% do Elipsa 2E é também feito de materiais reciclados, uma política já conhecida da marca, que aponta que 10% desse total vem mesmo de desperdício encontrado nos oceanos.

Kobo Elipsa 2E análise

A traseira deste modelo tem um tratamento rugoso para maior grip, o que com este tamanho é mesmo importante, e uma das laterais é bem mais larga que as restantes, o que permite agarrarmos o Elipsa 2E sem tocar no ecrã e, também, colocar a electrónica nesse extremo, com um botão on/off e uma tomada USB-C bem juntos na lateral. O pacote traz também um cabo de excelente qualidade para a ligação a um computador.

Ler e escrever

Com a temperatura de cor ajustada ao nosso gosto (ComfortLight PRO), de um amarelo ténue até a um mais escurecido cor-de-laranja, podemos ler durante a noite sem cansar a vista, como se diz, e apurando o brilho para a maior qualidade, conseguimos ler qualquer página sob um sol forte e a famosa luz de Lisboa que pode ser madrasta nas horas mais brilhantes.

O Kobo Elipsa 2E portou-se sempre muito bem e em todos os ambientes onde o utilizei e, naturalmente, suscitou muita curiosidade. Nem sei quantas vezes tive de explicar o que é um eReader.

A caneta Kobo Stylus 2 vem também no pacote, pode ser colada magneticamente ao Elipsa 2E, e também guardada na capa específica, de que já falarei.

Carrega-se por USB-C (ao invés de pilhas da geração anterior) cuja carga dura semanas a fio, tem um botão lateral que permite sublinhar e um botão superior que mimetiza uma borracha. E, finalmente, é emparelhável com o leitor de forma imediata. Tudo muito simples e sem curva de aprendizagem.

Não notei grande lag entre o toque e a linha, embora, naturalmente, não seja tão lesto quanto uma S-Pen ou um Pencil. Também não é esse o desafio, e faz o que tem que fazer, desde desenhos a escrita manual, de forma muito orgânica.

Como não tem pontos de pressão, temos que nos habituar ao barulho da ponta de plástico no plástico do ecrã, o que faz alguma confusão nos primeiros cinco minutos. A partir daí, é todo um prazer.

Os cadernos que são notebooks

Temos dois estilos de Caderno à disposição, um livre (como um documento Word sem restrições) e um em Modo Avançado que tem várias opções, como criar espaço para gráficos, imagens, etc. Mas atenção, a função mais espectacular, e aquela que me encheu as medidas, é a conversão de “gatafunhos” para texto como se vê nas imagens acima.

E sabem que mais? É espantosamente útil e, confesso, passou a ser uma das minhas acções quase diárias, pois dei por mim a levar o Kobo para reuniões e, em vez de escrever num bloco, comecei a fazê-lo de forma muito natural neste eReader e eWriter (sim, inventei agora).

Exportação de ficheiros

Outra das mais valias deste software é a possibilidade de criar uma conta dropbox na própria Kobo, onde poderemos criar uma pasta de ficheiros que podemos passar de um lado para o outro através de wifi ou cabo, para além de podermos conectar a nossa conta no Pocket para ler as notícias mais importantes da semana.

Tudo é muito fácil mas, atenção, só mediante estes formatos: PDF, PNG ou JPEG. Podemos, claro, criar e usar pastas apenas no Kobo, é tudo uma questão de escolha. E que luxo é poder tê-la.

O Kobo Elipsa 2E tem um processador de 2GHz e 1GB de RAM, o que no papel é sofrível, mas no mundo real mais do que suficiente para as tarefas que esperamos fazer num equipamento deste género. E atenção à memória interna do Elipsa 2E: 32GB dá para toda uma biblioteca!

Kobo Elipsa 2E análise

A loja e os Audiobooks

Emparelhar uns auscultadores por Bluetooth é fácil e a qualidade dos Audiobooks é expectável. Mas, infelizmente, a oferta é muito limitada na loja Kobo e as versões em português são poucas. E é uma pena. Ouvir “O velho e o mar” em brasileiro não é uma boa experiência, acreditem.

Podemos pagar um fee mensal para ter acesso à loja

Em kobo.com, seleccione Iniciar período experimental gratuito no ecrã de detalhes do item de um eBook ou audiolivro elegível da Kobo Plus. Se estiver a comprar pela primeira vez, será encaminhado(a) para o check-out para fornecer as informações de facturação e do cartão de crédito.

Também pode iniciar o período experimental gratuito da Kobo Plus num eReader Kobo ou na aplicação Kobo para Android. Se estiver a usar a aplicação Kobo para iOS, terá de visitar o site kobo.com para iniciar o período experimental.

Não terá de pagar nos primeiros 30 dias. Após o período experimental gratuito, será cobrado um valor de 5,99 € por mês para uma subscrição da Kobo Plus eBooks ou Kobo Plus Audiolivros, ou 7,99 € por mês para a Kobo Plus eBooks e Audiolivros, acrescido de quaisquer impostos aplicáveis, a menos que se cancele. Nenhum valor será debitado no seu cartão de crédito se cancelar antes do fim do período experimental.

Kobo Elipsa 2E análise

A capa

Chama-se SleepCover e não é barata, mas foi pensada exclusivamente para este modelo e percebe-se isso à primeira. É composta por duas secções, uma que encaixa no próprio Kobo e outra que tapa totalmente a superfície frontal.

Na dobra, existe um espaço para guardar a Kobo Stylus 2, o que é bastante conveniente se, e aqui muita atenção, a colocarmos exactamente como devemos, pois de outra maneira ela pode saltar e perder-se por qualquer banco ou passeio.

De salientar que o magneto é muito forte e abrir a tampa não é fácil. E a estrutura de uma só folha, bastante dura, obriga-nos a alguma ginástica. Mas percebe-se porquê: esta capa também faz de stand, principalmente em modo horizontal (como se vê nas imagens).

Por cerca de 70€ é um addon imprescindível, mas um bocadinho carote, principalmente quando não há alternativa nas lojas online.

Conclusão

O Kobo Elipsa 2E é um bloco de notas espantoso porque possibilita a anotação em livros ou documentos, de forma muito prática e fácil.

Permite guardar essas notas e exportá-las em Word para o computador, o que é fantástico. Mas o meu grande aplauso vai mesmo para a função de conversão de texto que me encheu as medidas e poupou muito trabalho. Por isto mesmo, o Elipsa 2E passou a ser o meu bloco de notas preferido.

A bateria de 2400mAh aguenta-se duas semanas com alguns audiobooks e transferências por wifi, mas atenção que carregar a 100% o Kobo demora o seu tempo. Ah, e precisamos de um carregador, pois no pacote só vem mesmo o cabo USB-A para USB-C.

Kobo Elipsa 2E análise

Já mencionei tudo o resto, mas nem tudo é perfeito: a capa pode ser um pouco complicada de usar, mas a maior crítica é também a sua maior virtude: o tamanho do ecrã! Se é perfeito para tomar notas e até ler revistas, mesmo que a preto e branco, torna-se demasiado volumoso para transportar em viagem quando temos apenas uma mochila.

Neste caso, temos que perceber onde mais o usamos e qual a forma que vamos utilizar mais, pois este e-Reader é muito mais que apenas isso.

Kobo Elipsa 2E análise

Preço e disponibilidade

O conjunto Kobo Elipsa 2E com a Kobo Stylus 2 tem um preço sugerido de 399,99€ em www.kobo.com/ereaders ou distribuidores seleccionados.

A Kobo Elipsa 2E SleepCover tem um preço sugerido de 69,99€.

selo Xá das 5

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *