A última tendência da rede social Tiktok (ou TikTok Trend para sermos modernos) é mostrar arte e engenho ao descascar um ovo cru. Já o tentaram? Pois eu também não.

Deixem de mexer, estrelar ou cozer ovos. Isso é muito séc XX. Neste momento, o ovo tem de estar cru para ser Tiktok trend

Como se tira a casca de um ovo sem estar cozido? Desde o primeiro furinho até ao último fragmento da casca, os tiktokers (inventei agora) filmam a remoção da casca de um ovo cru sem danificar a membrana – deixando para trás um ovo intacto e globular.

Como se torna viral um simples ovo

Detalhando os passos, temos o exemplo do tiktoker @btypep que utiliza ferramentas de extracção arredondadas e pinças cirúrgicas para progredir lenta mas seguramente.

“Como é que se começa a descascar? Bem, bate-se levemente no fundo do ovo até que este rache o suficiente para arrancar o primeiro pedacinho da casca do ovo. Depois começa-se lentamente a descascar o ovo…”.

Tirar pele ovo cru

E a razão?

“Puro prazer… relaxamento… É por isso. E para ver se o conseguimos fazer! Há um desafio em ser extremamente paciente e firme”.

Porque é tão apelativo? Ver vídeo aqui!

Segundo Philip Tam, um psiquiatra e professor clínico de Nova Gales do Sul, “Há uma grande emoção na antecipação até mesmo de um resultado final conhecido ou predicado de uma série de acções. É a acumulação de excitação e tensão, com uma ‘libertação catártica’ final, que é tão cativante ou mesmo ‘viciante’ para todos nós”.

Juliette Tobias-Webb, uma cientista comportamental do Commonwealth Bank Australia, opinou: “Devido à escassez de conteúdo do TikTok em geral, acredito que o grande público procura um resultado gratificante: curiosidade, surpresa e satisfação, mesmo que a recompensa não aconteça com frequência”.

O Efeito Zeigarnik

Mas será que há uma atracção psicológica mais profunda em jogo? Sim e está no título.

O efeito Zeigarnik tem a ver com a necessidade humana de obter algum tipo de ‘encerramento’ ou ‘conclusão’ de qualquer forma de narrativa ambiental. É por isso que podemos ficar ‘presos’ em intermináveis actividades, porque estamos a lutar por alguma forma de conclusão.

Vamos tentar?

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *