Os novos Sony WH-1000XM4 são fisicamente muito similares aos XM3 que vêm substituir, no entanto, há razões para escolhê-los mesmo que o preço dos XM3 baixe, o que é previsível.

Antes de mais, não vou sequer entrar na histeria do comparativo que se vê por todo o lado entre os XM4 e os novos Apple Max. Basta dizer que compro dois pares de XM4 pelo mesmo preço.

Ler análise aos Sony WH-1000XM3

Os verdadeiros competidores são a Bose, a B&W até mesmo a Sennheiser com os novos Microsoft taco a taco. Tudo por volta dos 300€ e picos, e neste campo, tanto a Sony quanto a Bose dividem os ceptros anuais.

Contudo, o modelo XM3 veio a ser o preferido por quase toda a gente que os confrontou e passou a ser designado com o rei do cancelamento de ruído.

Análise Sony WH-1000XM4
Conforto

O conforto

Uso auscultadores (e auriculares) mais tempo que o ideal. Muito mais. Desde os meus tempos de compositor e autor de músicas até ao dia de hoje em teletrabalho, no meio das edições áudio e vídeo, sou capaz de ouvir conteúdos em “ambiente fechado e enclausurado” mais de 6 horas diárias.

Para mim, um dos factores de compra é o conforto de utilização.

E para isso tenho de ter em conta vários elementos, principalmente se forem auscultadores fechados que não deixam entrar ou sair ar (e som), perfeitos para o trabalho que faço.

A leveza, os materiais, as almofadas, tudo é determinante. Mas mais ainda, o calor e a transpiração que o uso demorado provocam. Neste campo, posso adiantar, que esta gama Sony é claramente uma referência.

Ler análise aos auriculares Sony WF-1000XM3

Claro que não comparo o conforto de utilização dos XM4 aos primeiros auscultadores com cancelamento de ruído topo de gama que a Sony fez, os aclamados MDR-1RBT em 2014 (caríssimos, por 300€, à época), que felizmente tenho e uso ainda para alguns trabalhos mais longos devido, exactamente, à leveza e qualidade dos materiais.

Os Sony WH-1000XM4 são grandes, exemplares em conforto, com construção sólida e, acima de tudo, leves. E, logicamente, que usam a mais recente tecnologia que os brinda com características qualitativas fora do comum.

Análise Sony WH-1000XM4

O design

É quase idêntico, como referi, ao modelo anterior, mas tem diferenças imperceptíveis que o adaptam ainda melhor às nossas orelhas, pois as almofadas são mais suaves e 10% maiores. Mesmo assim, o conjunto é mais leve.

As conchas também sofreram uma ligeira diminuição de tamanho, o que pode ser a causa do decréscimo do peso que fica nos 254 g.

Análise Sony WH-1000XM4

Os controlos

À esquerda o botão on/off e emparelhamento Bluetooth e na concha direita todas as funções “motoras” por acção táctil, o costume, portanto.

Mas há grandes melhoramentos no que respeita aos microfones embutidos, que agora possibilitam uma conversa telefónica sem grandes perdas de sinal ou mesmo adaptando-se melhor ao ruído externo, como por exemplo, no controle do nível do vento.

Uma função nova, Speak-to-Chat, pausa imediata e automaticamente a música que estamos a ouvir quando atendemos uma chamada ou perguntamos algo ao Assistente Google. Fabuloso porque funciona mesmo bem e só responde à nossa própria voz. Sim senhor.

Também pausa a música se os retirarmos do ouvido (ou cabeça) para recuperá-la quando os recolocamos, percebe o ambiente que o envolve e, se tivermos o modo automático activado, vai mudando os parâmetros de acordo com a nossa exigência ou preferência e, atenção, até comuta o modo quando percebe que chegámos a casa, ao escritório ou ao café.

Análise Sony WH-1000XM4

O Som

Com drivers de 40mm, e um ANC ainda mais avançado, não há grandes diferenças qualitativas para o modelo anterior.

Os XM4 são muito equilibrados, claros, transparentes e com boa dinâmica, ideais para ouvir música sem fio e perfeitos para isolar o som dos motores do avião, crianças a chorar ou o ruído do metropolitano.

Análise Sony WH-1000XM4

E sim, temos a melhor app disponível para controlar todos os parâmetros, o ruído externo que desejamos ouvir, a equalização preferida, enfim, todo um mundo que serve os outros modelos da marca e que já expliquei aqui.

Análise Sony WH-1000XM4

Um melhoramento especial

Ao contrário dos XM3, os Sony WH-1000XM4 permitem a conexão simultânea a dois equipamentos e basta um pequeno toque na concha para alterarmos o que está ligado, o que é perfeito para alterarmos do computador ou tablet para o smartphone, por exemplo. Ou dos auscultadores para a coluna Wifi da sala.

Análise Sony WH-1000XM4

Algumas características

Bluetooth 5.0, NFC, 3,5mm Jack, ligação por USB-C e bateria para 30 horas de audição contínua.

Vem também com uma bolsa rígida, um cabo 3,5mm e um adaptador duplo (tipo avião) e podem ser comprados em preto ou cinza.

Conclusão

Vou ser muito rápido: o rei XM3 morreu, viva o novo rei XM4.

PVP: 350€

selo Xá das 5

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *