Pequenos, leves, com uma aplicação que tudo muda, os Jabra Elite 75t têm a tarefa de manter a reputação do nome Jabra

A Jabra tem um pedigree assinalável no que respeita a estas coisas que se metem dentro do canal auditivo para receber som. O historial fala por si e lembro um auricular bluetooth para chamadas que tive, sei lá, há duas décadas?

Nesta altura do campeonato, o mercado está inundado por auriculares sem fio de várias marcas e os seus multiplicados clones (geralmente com o form factor dos Apple Airpods e com um som indescritível de mau). A tarefa da Jabra era substituir os anteriores 65t melhorando-os em todos os aspectos. E, numa conclusão simples, conseguiu o objectivo. Mas existem alguns altos e baixos que quero mencionar em pormenor.

Jabra Elite 75t - análise Xá das 5

O teste auditivo

Antes de mais, um primeiro passo obrigatório: instalar no nosso device a aplicação Sound+ da marca. Logo de seguida, e colocando os 75t nos ouvidos, somos convidados para realizar um teste auditivo em cada ouvido. É simples: basta tocar no botão correspondente ao esquerdo ou direito quando ouvimos a reprodução de uma frequência (muito alto a muito baixo), algumas impossíveis de perceber, outras mais imediatas.

Este teste demonstra imediatamente o que é a Jabra e a disciplina que mantém nos seus produtos. Com os resultados, os 75t são nivelados ao nosso ouvido, mais uma vez, de forma independente. E isto é muito bom porque estes auriculares vêm de fábrica com uma equalização complicada.

Jabra Elite 75t - análise Xá das 5
EQ

A EQ: o antes e depois com o Sound+

O mundo muda com uma simples aplicação. Os 75t têm uma equalização, de origem, muito grave. E o que para muitos pode ser uma dádiva – ter o gravão e o bomb that bass nos ouvidos -, para outros pode ser incomodativo.

O microfone em cada auricular, que serve dois propósitos (para medir o som exterior e para captar a nossa voz) não é o mais claro que conheço e abafa um pouco a nossa voz durante uma chamada. Mas para o tamanho dos 75t e para a distância real que estão da nossa boca, é quase um milagre conseguir captar a voz de forma perceptível.

Mas basta usar a Sound+ para termos acesso a um completo e complexo menu personalizável com um set EQ com presets definidos, mas podemos mudar as frequências a nosso gosto e memorizá-las de acordo com o género de música que vamos ouvir.

Jabra Elite 75t - análise Xá das 5
modo transparente on/off (por toque no auricular ou através do menu)

Também nesta secção encontramos o botão on/off da transparência. De salientar que os Jabra 75t não têm cancelamento activo de ruído, mas conseguem mesmo assim, de forma passiva, atenuar muito do ruído exterior. Esta função “transparente” tem também comando táctil no próprio auricular, escusando-nos à operação no telemóvel e funciona bem. Não se consegue, de forma alguma, chegar aos resultados dos Sony WF-1000XM3, por exemplo (ler análise aqui), mas esses continuam a ser o topo qualitativo e tecnológico com preço a condizer.

Existe uma secção original e realmente convidativa na forma de um conjunto de sons a que chama Soundscapes e que serve para, como eles dizem, “mascarar o som que nos circunda”.

Jabra Elite 75t - análise Xá das 5
Os modos “naturais”

Soundscapes em três secções

Mask the Noise Around You

São sons que servem para abafar o silêncio. Quem não suporta o silêncio e tem dificuldades em adormecer, como é o meu caso, sabe bem o que é o White Noise, ou seja, um ruído que nos distrai da concentração a que o silêncio obriga. Para além deste, temos Pink Noise, ventoinha, cascata e mergulho.

Sons da Natureza

Secção onde podemos escolher de cascatas a chuva, passarinhos a chilrear a tempestades perfeitas.

Confort Ambience

Se a nossa razão não suporta mesmo estar sozinha, que tal meter a cabeça dentro de uma caverna com o seu ecoar ou no meio de um bar com muita gente a falar?

Fiquei absolutamente fã desta secção e, digo-vos sem medo, pode ser o diferencial entre comprar uns Jabra ou similares de outra marca.

Jabra Elite 75t Análise Xá das 5
A enorme diferença de tamanho (tanto dos auriculares quanto da caixa) entre os Jabra e os Sony

Tamanho a quanto obrigas

Os Jabra Elite 75t são minúsculos. Cabem totalmente dentro do ouvido e não ficam soltos. Isto é óptimo para quem gosta de fazer desporto, pois é mais difícil saírem disparados durante a correria, mas também para quem não quer dar nas vistas, por exemplo, nos transportes públicos (toda a gente olha para quem usa uns airpods brancos).

A caixa é minúscula e, como comparação, fotografei-os ao lado dos Sony WF-1000XM3. Tem mais ou menos o mesmo tamanho e peso dos Buds da Samsung, portanto, não pesam e não incomodam no bolso.

Os auriculares ficam presos por um íman mas, cuidado, este não é muito forte e no caso da caixa cair, os ditos saltam do seu interior.

Jabra Elite 75t Análise Xá das 5

A caixa garante mais 20 horas de “sumo” para aumentar às 8h que aguenta de reprodução e é recarregada por USB-C. Atenção que também é por esta ligação que se fazem os upgrades de sistema, algo a que fui obrigado mal os desembrulhei.

Cada auricular tem um botão circular que ao ser pressionado, faz algumas funções bem úteis. A mais útil, para mim, é aumentar ou diminuir o volume ao pressionarmos cada um longamente.

Jabra Elite 75t Análise Xá das 5

O direito tem também função play/pause, com um toque simples, enquanto o esquerdo salta músicas para a frente ou para trás conforme dois ou três toques. Ainda podemos chamar o Assistente para nos agraciar com os seus conselhos, direcções ou opiniões.

Pena é que esta app não exista para PC e, aquando a utilização dos 75t em modo Windows, perdemos todo este mundo personalizado mesmo no que respeita à EQ.

Jabra Elite 75t Análise Xá das 5
Presets EQ

Som

Chegamos ao ponto mais importante de uma análise a uns auriculares: a qualidade de reprodução. Ora temos dois resultados bem diferentes com os Jabra 75t, com ou sem app.

Sem app, arrisco-me a dizer que são mundanos, com os graves bem presentes, até demais, que infelizmente absorvem as dinâmicas médias e tornam os agudos um pouco menos brilhantes.

Com app, todo um novo mundo se abre com os presets de origem de equalização, mas melhor ainda, com a possibilidade de podermos escolher as frequências a nosso bel-prazer. E esta diferença é a que faz com que os Jabra 75t deixem de ser “mais uns” para passar a ser “os tais”, principalmente se levarmos em conta o preço a que são comercializados.

Gosto francamente desta app e dos seus addons, principalmente porque são úteis. Mas, acima de tudo, percebo que posso usar os 75t em quase todo o lado, mesmo no Metro, sem me chatear muito com a envolvência, pois não tendo cancelamento activo, poderiam deixar passar muito barulho. Tal não é o caso.

Com a pandemia, deixei de andar de avião, o maior teste para uns auriculares ou auscultadores, mas a vida quer que no final do mês de Agosto tal circunstância aconteça. Vou levá-los comigo e deixar os Sony em casa que fazem milagres nunca antes “ouvidos”.

Estou convencido que ainda volto aqui para vos relatar a experiência.

Jabra Elite 75t Análise Xá das 5
Contactos

Conclusão

Para finalizar, vou recuperar o que escrevi lá para cima: como se comporta o novo 75t em chamadas telefónicas, pois foi devido a usar os tetravós que percebi a qualidade da marca. Podemos perfeitamente fazer e receber chamadas mas, atenção, só o auricular direito é que funciona nesta utilização. Faz lembrar tempos antigos, não é?

Existe também a possibilidade de conectar mais de um par de auriculares bluetooth à mesma fonte ou até deixar os Jabra emparelhados com mais que um device para o re-ligação ser mais rápida.

Os pontos de maior destaque, para além da app, são o modo transparente cuja percentagem pode ser definida pelo utilizador e o bom cancelamento passivo do ruído externo.

PVP: 179,99€

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *