Levei o meu tempo até finalizar esta análise ao novo aspirador Dyson V15 Detect Absolute (a versão que me chegou) e, confesso desde já, que nunca tinha utilizado um mas ouvido muito bem da marca. Portanto, parti para a aventura com entusiasmo mas também de pé atrás.

Afinal, se todos falam tão bem, algum truque deve existir, não? A Dyson apresenta-o como o primeiro aspirador com tecnologia de detecção a laser que revela o pó que mais ninguém vê. A coisa promete!

Desembrulhar o Dyson V15 Detect Absolute

Abrir a caixa que transporta todos os acessórios deste aspirador é uma aventura de brique à braque. Nesta versão, parece que as peças nunca acabam, tal a profusão de escovas de vários tamanhos, acessórios que rodam 90 graus, enfim, uma panóplia que sabemos que nunca, mas nunca conseguiremos rearrumar tal como chegam.

E sim, são muitos elementos. E sim, temos pressa em montar o essencial para começar a aspirar. E sim, existe um certo entusiasmo para realizar uma operação que sempre foi chata e cansativa.

Análise Dyson V15 Detect Xá das 5
Análise Dyson V15 Detect Xá das 5

Uma casa limpa nunca está limpa

Foi a esta conclusão que cheguei logo à primeira passagem num chão que tinha sido aspirado pelo robot (de gama média) da melhor marca de robots do mercado e que todos os dias trabalha incansavelmente. Ou quase todos.

Convém abrir um parêntesis para dizer que tenho animais em casa. Eram dois, agora é apenas um e este, dos dois, é o que larga menos pêlo. Portanto, é apenas lógico que todos os dias se tenha de aspirar a casa e os sofás e a coberta da cama para manter um ambiente, no mínimo, agradável à vista e aos pulmões.

Ora depois da passagem do robot pelo chão desta particular divisão, achei por bem colocar a escova que tem uma luz verde (um laser) que mostra a sujidade que está no chão. E a melhor forma de fazer isto é apagar a luz, ou pelo menos, escurecer o ambiente. E fiquei absolutamente pasmo: a luz mostrava uma enormidade de poeiras e partículas que o robot não tinha sugado.

Mas como é possível, pois eu próprio fui despejar o reservatório do robot que estava cheio de pós e porcaria? Pois é isto que o Dyson faz: assusta-nos de morte porque nos mostra que, afinal, uma casa nunca na vida estará limpa.

v15 absolute

A lista quase exaustiva do que vem na versão V 15 Detect Absolute

Quantos aspiradores já tiveram ao longo da vida? E quantos tubos e coisinhas eles traziam? E quantas peças deixaram em casa esquecidas quando trocaram por outro modelo? Pois ainda no outro dia encontrei tubos de um qualquer e escovas que tinham outra cor, portanto seria ainda de outro.

O meu último, que estava guardado no armário antes do V15, era um pesado e grande Bissel Crosswave que, posso apontar, é extraordinário, pois lava o chão e aspira-o mas… repito, era tão grande e pesado que raramente era usado. A troca pelo V15 foi uma dádiva para os pulsos, braços e costas.

Ler análise Bissel Crosswave

Vamos à lista de acessórios? Pois então comecemos pela Escova Laser Slim Fluffy, optimizada para pavimentos duros. É pequenita, tem 25 cm de largura e um perfil baixo para, ao esticarmos o tubo, podermos chegar mais longe por baixo dos móveis. É esta a escova mágica que nos assusta de morte com o seu laser verde.

A Escova maior denomina-se High Torque e tem um pente original que é antiemaranhamento que, acreditem, consegue aspirar os cabelos femininos e longos cá de casa, geralmente quando surgem as visitas adolescentes com os seus cabelos longos e ondulados, fora o gato, claro está.

Esta escova tem um sistema de pente original e cheio de tecnologia e microfibras e mais coisas difíceis de explica mas que, garanto, não a deixam ficar presa como, por exemplo, a escova do aspirador robot que sofre bastante nesta casa.

as escovas têm filamentos pretos em fibra de carbono antiestático

A terceira escova é bem mais pequena, com um desenho cúbico, e tem o mesmo movimento em espiral para puxar cabelos para dentro do depósito. É ideal para se conectar imediatamente ao aspirador e evitar o tubo, e assim, como não temos fio, podemos levá-lo para os sofás do carro, da cama e dos sofás.

V 15 Detect Absolute
O cotovelo

Um acessório muito curioso é um cotovelo em plástico que gira 90 graus e que se denomina Reach Under, ou seja, colocado no tubo de um lado, faz os 90 graus para a escova conectado no outro extremo e assim chega aos locais mais fundos e escondidos e de acesso difícil. É, garanto, estranho à primeira vez mas com resultados dignos de nota.

Temos ainda uma escova para sujidade mais entranhada, outra para pó tipo obras, um tubo de plástico para os cantos das escadas e rodapés, um suporte de carga que se deve aparafusar a qualquer parede, pois é ele que também recarrega a bateria e, logicamente, o transformador AC.

E pronto, acho que não me esqueci de nada.

V 15 Detect Absolute

Em prática

Antes de mais, salientar que no topo do corpo do V15, mesmo virado para os nossos olhos, temos um ecrã LCD colorido onde podemos alterar o modo de “fúria aspirativa”, ou seja, com mais ou menos forma ou em modo automático, que acho o melhor (um sensor acústico mede as partículas de pó e aumenta ou diminui a força) de aspiração, e esse mesmo ecrã vai-nos dando informação gráfica muito completa sobre a porcaria que aspira.

E este visor colorido com barras complementa o susto do laser verde.

a filtragem é estanque e retém quase 100% da partículas microscópicas e dos alergénios

Pois que durante alguns dias fiz as primeiras experiências, mas depois entraram as férias e, mal regressei, as temíveis e terríficas obras. Mas sabia que este drama ia acontecer e também pensei que seria o grande teste ao Dyson V15, porque as obras… enfim, todos sabemos o que são obras.

No dia a dia, e para quem tem um misto de tapetes grandes e chão de madeira ou mosaico, convém ir alternando entre a escova Fluffy com laser e a Hugh Torque, pois os comportamentos são diferentes.

Como 80% do meu chão é madeira, a Fluffy está quase sempre em funcionamento, mas altero para a Hugh Torque nos tapetes que são grandes e vejo e sinto nas mãos a diferença da sucção. Não se acanhem, usem tudo o que vem na caixa.

O pó das obras, aquele fininho que ressurge todos os dias, é um bom teste para a escova macia, pois limpa tudo em segundos, mas podemos usar qualquer outra, pois este é um pó medricas que chateia mas é facilmente apagado da memória até ao próximo dia em que ressurge como magia.

Atenção, o depósito do Dyson fica muito sujo com este tipo de matéria e convém limpá-lo de forma mais consistente, mas enquanto dura esta semana de obras, evitem água, pois isso transforma-se numa massa pouco fácil de lavar.

V 15 Detect Absolute
V 15 Detect Absolute micro escova

O que é chato

Premir o gatilho constantemente enquanto a aspiração é o ponto mais chato de toda a operação porque até cansa o indicador ao fim de um certo tempo. Poderia haver um travão, como antigamente nas bombas de gasolina, mas é o que temos. Fica o reparo para o V15 MKII.

O conjunto com a escova maior e o tubo não é pesado mas também não é leve. O braço sente-o ao fim de pouco tempo, mas podemos alternar com o outro, embora não dê tanto jeito. Podemos também pensar que é também estamos a fazer um “workout” e a coisa vai andando.

Os clicks plásticos que se ouvem quando mudamos as peças sugerem que o material é mais fraco do que parece. Mas, pelos vistos, é apenas a sensação, pois ainda não ouvi nenhum comentário negativo em relação a este ponto e conheço utilizadores com “anos de casa”.

V 15 Detect Absolute

O que é fantástico

Bom, para saberem ao pormenor todas as características técnicas e tecnologias empregues nesta nova geração, mais vale ir à fonte e ficar a saber tudo e mais alguma coisa. O meu trabalho é opinar sobre a execução e a qualidade da ferramenta e, garanto-vos, ao fim de dois meses com o V15 às costas posso adiantar que este já não sai cá de casa.

Ler a primeira notícia no Xá das 5 sobre o Dyson V15 onde vem tudo explicado até à exaustão

Ainda por cima gosto de dizer aos amigos “sabes, o aspirador faz detecção a laser do pó” ou “sabes, o aspirador faz detecção acústica do pó” e “sabes, nunca fico com pelos emaranhados nas escovas, mesmo nunca!”

Por falar nas escovas, há que também contar com a abertura dos bocais de sucção que temos de fazer de forma manual, ou seja, mudar um botão para a esquerda ou direita para abrir ou fechar essa zona. Dependendo das escovas, eles estão colocados em cima ou na base das ditas.

Mas o que dá mais gozo é a liberdade de movimentos, pois sem cabo agarrado, tudo é realmente mais fácil e prático. Isto leva-nos à questão da bateria. A marca diz que, em modo normal, a coisa garante uma hora de utilização. Até pode ser que sim, mas em modo automático e com vários tipos de pavimento, a duração não é tão exacta e tudo depende das passagens e do TOC de cada utilizador.

Se consigo aspirar 80m2 com uma carga? Até consigo. Se consegui com as obras? Não, tive de recarregar uma vez para continuar a demanda. E uma segunda bateria é dispendiosa, aviso já.

V 15 Detect Absolute
Legendas visuais que assustam

Conclusão

Não sei muito bem o que dizer depois do que já escrevi. Há pontos a melhorar, como o premir do botão, e até o próprio peso. São cerca de três quilos e ao fim de uma hora ficamos cansados.

Mas, e aqui é que está o “segredo Dyson”, quando passamos por ele, esteja arrumado dentro ou fora de um armário, é difícil não querer “dar uma voltinha”. E a razão é simples: é prático e sabemos que vai aspirar o que não vemos.

Um colega das lides declarou mesmo que é “divertido”. Ora se aspirar uma casa passa a ter uma percentagem de diversão, está tudo dito, não é?

O Dyson V15 Detect e a sua escova com luz laser verde vem transformar por completo a noção que temos do que é “limpeza” e o seu poder de sucção é grande.

Tudo parece bem feito, desde a descarga facilitada com uma alavanca até à mudança de acessórios.

A verdade é que o Bissel foi despachado e o robot continua a fazer o trabalho diário, mas o “bichinho” ficou na cabeça e tanto eu quanto a cara metade de repente, sem razão aparente, começamos a aspirar a casa. Era só a cozinha, mas o hall fica ao lado, o quarto logo em frente, ou outro é só a cinco passos….

Resumindo numa frase: nota quase perfeita para este novo aspirador.

É caro? Sim, custa o mesmo que um telemóvel de gama média, só que limpa mesmo a sério a casa e que, ao contrário do telemóvel, faz bem à saúde.

Análise Dyson V15 Detect Xá das 5
Análise Dyson V15 Detect Xá das 5

Preço

Dyson V15 Detect: 699€

E está claro, leva com o selo de aprovação e qualidade Xá das 5.

selo Xá das 5

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *