Finalmente, a rede social Facebook bloqueou as contas do ainda presidente Trump em todas as suas plataformas, incluindo o Instagram, pelo menos até o final do mandato actual.

Esta afirmação foi avançada por Mark Zuckerberg num post datado de hoje, quinta-feira, 7 de Janeiro 2021, e promete fazer correr muita tinta.

Mark era um adepto de Trump. O que mudou?

Mark Zuckerberg nem sempre teve esta posição, muito pelo contrário, chegou a apoiar a actual administração sem grandes receios.

Mas estamos a viver a hora do “salve-se quem puder” em que até os ratos abandonam os navios.

E se o Twitter baniu o presidente por 12 horas, mais ou menos o tempo que serve para dormir e ser vestido e mascarado pelo staff laranja, o Facebook foi mais duro.

imagem 2021 01 07 164009

“Os eventos chocantes das últimas 24 horas demonstram claramente que o presidente Donald Trump pretende usar o tempo restante no cargo para minar a transição pacífica e legal de poder para seu sucessor eleito, Joe Biden”, escreveu Zuckerberg.

“Acreditamos que os riscos em permitir que o presidente continue a usar os nossos serviços durante este período são simplesmente grandes demais”.

Duas semanas ou para sempre?

A questão é esta: será que as contas oficiais do Presidente Trump, fechadas até ao final do mandato, serão reabertas pelo cidadão Trump?

A base de dados é imensa e ele já prometeu regressar à luta, mesmo com um Ted Cruz assanhado ao seu lado.

A ver vamos. Pelo menos, e finalmente, Mark tomou uma decisão. Mesmo que a mais fácil. E a única possível.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *