A minha primeira era cor de rosa e desdobrava-se em três. Acho que nenhum macho tinha problemas em mostrar o seu documento com cor não azul, pois era sinónimo da passagem para a vida adulta e um passaporte para a tão desejada “liberdade”.

O fascínio foi-se com uma espécie de cartão de crédito que podia muito bem ser parte integrante do Cartão de Cidadão, mas em Portugal, as coisas nunca podem ser simples.

Mas vamos ao que interessa e isso é uma nova carta de condução. Eis o comunicado de imprensa:

O novo modelo de carta de condução tem um design inovador, dentro das normas definidas a nível europeu, que incorpora uma melhoria e uma validação de segurança.

Nova carta de condução - Xá das 5
Nova carta de condução Face A

Design inovador e segurança reforçada

Este design resulta em técnicas conjugadas de impressão offset e serigrafia, combinando um aspecto visual do fundo mais harmonioso com motivos anti-cópia – guilhoches, microtextos e linhas de espessura variável-, impossíveis de reproduzir por meios convencionais.

Outro elemento que agora reveste maior segurança ao cartão é a presença de uma estrutura lenticular MLI (em inglês “multiple laser image”) em que, consoante o ângulo de observação, se identifica a fotografia gravada a laser do titular em escala reduzida ou o número do documento.

Neste novo modelo vai ser ainda possível incluir, no verso, a habilitação de conduzir veículos agrícolas representado através de um tractor.

Nova carta de condução - Xá das 5
Nova carta de condução Face B

Um passo digital

Este novo modelo de carta prepara o caminho do mundo físico para o digital, através da introdução de um código de barras bidimensional (QR Code) que pode ser facilmente lido através de um smartphone, que aponta para as funcionalidades do IMT – online.

Produzida na Imprensa Nacional – Casa da Moeda desde a década de 60, a carta de condução é um documento que conta, até aos dias de hoje, com inúmeras alterações.

Desde o material aos sistemas de segurança como os hologramas, passando por mudanças na informação apresentada, como foi o caso do desaparecimento da morada do condutor no documento.

Os inúmeros elementos que a compõem têm sido ao longo dos anos renovados de forma a garantir a segurança do documento e dos dados numa área tão relevante.

Gonçalo Caseiro, Presidente do Conselho de Administração da INCM, adianta que

“com a evolução da carta de condução a INCM inscreve mais uma vez a tradição de inovar na carteira de muitos cidadãos portugueses.

Incluir a inovação em todos os documentos que produzimos nesta fábrica centenária tem sido um caminho que temos feito a grande velocidade, acompanhando sempre as normas nacionais e europeias, e assegurando a segurança de todos os que confiam na instituição.

Estou certo de que prosseguiremos esta viagem com os melhores parceiros e com soluções cada vez mais inovadoras”.

Eduardo Feio, Presidente do Conselho Diretivo do IMT salienta

“a importância do novo modelo de carta de condução europeu como um documento que pelas características de segurança implementadas garante um reforço da autenticidade da informação disponibilizada no documento.

Este novo modelo enquadra-se no trabalho desenvolvido pelo IMT nos últimos anos, desde o lançamento da plataforma IMT-online, no sentido da desmaterialização da carta de condução, de acordo com normas de certificação internacionais.

O IMT mantém o compromisso de uma melhoria continua dos serviços disponibilizados aos cidadãos e às empresas.”  

Carta na Hora em projecto

De referir ainda que está a ser desenvolvido pelo IMT, em colaboração da Imprensa Nacional – Casa da Moeda, entidade responsável pela produção das cartas de condução, o projecto da emissão da “Carta na Hora” que permite a entrega ao cidadão de uma carta de condução, após personalização, na hora.

Vídeo de apresentação da nova carta de condução:

 https://www.youtube.com/watch?v=2kx4hPVyAdM&feature=youtu.be  

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *