A Brother desenvolveu a produção interna de máscaras faciais de tecido não tecido (TNT), prevendo produzir 600.000 unidades por mês na sua fábrica em Mizuho, ​​no Japão.

Como parte do seu compromisso de proteger a saúde dos seus funcionários, a Brother Industries, Ltd. desenvolveu a produção interna de máscaras faciais de tecido não tecido (TNT), prevendo produzir 600.000 unidades por mês na sua fábrica em Mizuho, ​​no Japão.

Desde o início da pandemia, a Brother tem trabalhado na implementação de medidas adequadas para a prevenção do contágio, como a utilização de máscaras, lavagem frequente das mãos ou a adopção do teletrabalho.

No Japão, com o aumento do índice de infecções, a empresa estabeleceu um sistema para fabricar as máscaras de não tecido, que os seus colaboradores precisavam para dar continuidade à actividade comercial e produtiva.

Isso significou uma transformação nos processos de fabrico, que foi possível graças ao profissionalismo e dedicação dos funcionários do Grupo Brother.

Apesar de se tratar de um projecto num campo totalmente novo e que exigiu urgência na resposta, a Brother conseguiu reunir os conhecimentos necessários numa ampla gama de especialidades como: a instalação, transformação e adaptação de máquinas de produção, e até mesmo verificação de segurança, testes ambientais ou controlo de qualidade.

Graças a esta produção, e por forma a contribuir para as comunidades locais, a Brother doou 60.000 unidades a centros de assistência social de Nagoya e Kariya, onde a empresa tem as suas bases de produção.

As restantes estão a ser vendidas a funcionários e fornecedores de instituições públicas ou médicas, que precisam de máscaras em tecido não tecido.

Além disso, através dos produtos da Domino Printing Sciences plc. – organização que faz parte do grupo Brother – foi implementada uma linha de produção de máscaras numa empresa da província de Mie, que forneceu este equipamento a um fabricante de bebidas, o que lhe permitiu proteger os seus funcionários e operar durante 24 horas para atender à crescente procura dos consumidores no Japão.

Por outro lado, nos Estados Unidos, a empresa também doou cerca de 100 máquinas de costura industriais para ajudar lojas de roupa como a Brooks Brothers a acelerar a produção de máscaras de tecido para atender ao pico de procura desses produtos.

A Brother vai continuar a esforçar-se todos os dias para retribuir à sociedade, respondendo aos novos desafios que esta pandemia provoca, tendo como prioridade a saúde e a segurança dos seus clientes, parceiros de negócios e todos os funcionários.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *